Tite diz que título da Copa não resolveria problemas do Brasil: ‘Seleção não pode ser mal utilizada por políticos’

Em entrevista à revista alemã “Kicker”, o técnico da seleção brasileira Tite falou sobre futebol e política. E para o treinador, erguer a taça de campeão da Copa do Mundo da Rússia em 2018 não irá resolver os problemas do Brasil.

Tite, técnico da seleção brasileira Getty Images
Tite, técnico da seleção brasileira Getty Images

“Não mudaria nada. Os brasileiros podem ficar mais felizes, mas nada mudaria. A razão é importante aqui. Nós brasileiros precisamos olhar de perto em quem votamos”, disse Tite.

“O aspecto social da política é maior do que o futebol. É sobre educação, responsabilidade por todo o país. Você não pode comparar isso com o futebol, apesar do futebol ser atrelado a uma importância sociocultural”, completou o comandante da seleção.

Em postagens de redes sociais, fãs chegaram a pedir Tite como presidente do Brasil, algo que o próprio admitiu que jamais faria, se restringindo ao meio do futebol.

“A seleção pode prover conceitos saudáveis às pessoas, mas não pode substituir a política. E a seleção não pode ser mal utilizada por políticos para uma função que não tem”, afirmou Tite.

O técnico obviamente também falou sobre o 7 a 1 da Copa de 2014 ao veículo alemão.

“A Alemanha nos mostrou que futebol se joga em campo. E a Alemanha mostrou: você não precisa ser inimigo do seu oponente para jogar uma boa partida. A Alemanha entrou em campo em Belo Horizonte e ganhou nosso carinho, eles saíram de campo aplaudidos”.

Espn.com.br