Esperança FC anuncia os primeiros nomes para a temporada 2018; o goleiro Sérvulo já renovou

Sérvulo, goleiro que vai para a terceira temporada no Esperança FC (Foto: Ferreira Neto)
Sérvulo, goleiro que vai para a terceira temporada no Esperança FC (Foto: Ferreira Neto)
Sérvulo, goleiro que vai para a terceira temporada no Esperança FC (Foto: Ferreira Neto)

O ano de 2018 no futebol amador de São Gonçalo/RN, precisamente o Campeonato Municipal não será muito diferente dos anos anteriores. A prova material são as montagens dos elencos nos times considerados grandes do futebol local.

Klebson Batata, volante - (Foto: Assessoria do Esperança FC)
Klebson Batata, volante – (Foto: Assessoria do Esperança FC)

Depois que Auto Esporte, Bola Murcha, Esporte C. São Gonçalo e Estrela de Ouro, anunciaram alguns reforços de peso, o Esperança lá de Maçaranduba, que nos últimos anos vem “batendo na trave” na conquista de mais um título, anunciou os primeiros reforços para 2018.

Diz o ditado que um grande time começa com por um grande goleiro – já havia escrito essa frase quando o Bola anunciou o nome do goleiro Messi na semana passada -, pois bem! o Esperança acertou a permanência do goleiro Sérvulo, essa será a terceira temporada seguida que o goleiro vai vestir a camisa número 1 do Esperança.

Sérvulo, tem um histórico respeitadíssimo no futebol profissional, formado no América de Natal, já passou por grandes clubes da primeira divisão nacional, entre eles o Paraná Clube e o Atlético Mineiro, além de Globo/RN, CSA/AL, Coruripe/AL e Campinense/PB.

Além de Sérvulo, o clube anunciou a volta do volante Klebson Batata, que passou recentemente pelo Globo/RN e pelo Iguatú/CE, já vestiu a camisa do clube em 2016, além desses, o zagueiro Geimison. Outros nomes confirmados foram os de Wilson, Bebeto, Veinho, Willian, Geilson e Gustavo e a manutenção do técnico Sando Alves.

Os grandes clubes do futebol amador sãogonçalense não estão de brincadeira, as primeiras manifestações demonstram que a parada mais uma fez será federal.

Por enquanto ficamos por aqui, mas, com a certeza que muitas novidades ainda vão aparecer, como no futebol profissional, por aqui no futebol amador o silêncio é arma do negócio, ou melhor, das contratações.