Coordenação do Matutão adia Congresso Técnico

12380257_979241622167272_957640070_n (1)A Associação Didi Gol, coordenadora do Campeonato de Futebol do Interior – Matutão/2016, adiou sine die (sem data marcada), o Congresso Técnico que seria realizado nesta quarta feira (04), às 14h00 no Restaurante Kaçua em São Gonçalo do Amarante.

Os encontros para definir todos os critérios técnicos e logísticos da competição serão realizados setorialmente, uma maneira de facilitar o deslocamento dos representantes dos clubes participantes da competição.

As datas, locais e horários dos Congressos serão divulgados oportunamente pela Associação Didi Gol, onde na ocasião será apresentado todo o formato da competição.

ad-pingo

Conquista do Matutão deu nome ao Estádio 09 de Janeiro em Pau dos Ferros

Centenário Campeão Matutão/1972 Em pé: Toinho, de Sula, Varela, Salvino, Aldemir, Manoel e Diassis. Agachados: Derval, Edilson, Bobô, Butiginha e Chiquinho.
Centenário Campeão Matutão/1972 – Esq. p/ Dir. Em pé: Toinho, de Sula, Varela, Salvino, Aldemir, Manoel e Diassis.
Agachados: Derval, Edilson, Bobô, Butiginha e Chiquinho.

O Campeonato de Futebol Matutão é cercado de muitas histórias, seria preciso um livro com milhões de páginas para poder comportar todas.

Leio no Blog Futebol de Pau dos Ferros do amigo Nathanzinho, que o nome do Estádio 09 de Janeiro, é uma homenagem a conquista do Campeonato Matutão de 1972 pelo Clube Centenário Pauferrense, time que representava a cidade na competição, o título conquistado justamente no dia 09 de janeiro, uma data histórica para a cidade.

O Estádio foi inaugurado no dia 28 de janeiro de 1972. De todas as referências ao Matutão, essa talvez seja a maior de todas, muito embora não possamos esquecer dos tantos craques que surgiram por causa do Matutão. Salvino, (foto), goleiro campeão pelo Clube Centenário Pauferrense (foto), foi a primeira revelação dentre muitas.

09 de janeiro de 1972, o Centenário de Pau dos Ferros, sagrou-se campeão invicto do Matutão ao derrotar o Cruzeiro de Macaíba por 2 a 1 no Estádio Juvenal Lamartine em Natal.

Lembrando que o goleiro Salvino foi o primeiro jogador do Matutão a ingressar no futebol profissional, sendo Campeão Estadual pelo ABC de Natal e pelo Fortaleza/CE.

ad-gold

Seleção de Bento Fernandes, campeã do Matutão em 1992

Seleção da cidade de Bentos Fernandes - Campeão Matutão/1992 - (Foto: Divulgação)
Seleção da cidade de Bentos Fernandes – Campeão Matutão/1992 – (Foto: Divulgação)

Lá se foram 24 anos da conquista do título de Campeão do Matutão pela Seleção da cidade de Bentos Fernandes.

O ano foi 1992, a cidade de Bento Fernandes, localizada na Região do Mato Grande, tradicionalíssima em montar grandes times, sempre foi forte no futebol, principalmente quando se tratava de Matutão.

Estava presente em quase todas as fases finais da competição. Jogando em casa era praticamente imbatível. Os irmãos, Renilson e Robenilson, sempre fizeram grandes times.

O time da foto, na época era uma especie de Seleção do RN, era praticamente o que tinha de melhor no Estado.

Da Esq. p/ Dir,: Em Pé: Márcio, Padre, Pote, Pedrinho, Dido e Dudé. Agachados: Lato, China, Marcos Mandú, Erivan e o Curraisnovense, Pedoca.

Márcio (volante), Dido (goleiro), Pote (zagueiro), Lato (atacante), China (meia), Marcos Mandú (volante), Barbosa (goleiro) e Pedoca (atacante), todos jogaram no futebol de São Gonçalo.

Além dos da foto, vestiram a camisa dessa Seleção, Barbosa (goleiro do futebol de São Gonçalo), Wanderlei, Paulinho e João Maria, os três últimos lá mesmo da cidade de Bentos Fernandes.

IMG-20171031-WA0183

O “Matutão” também já teve o inverso, do profissional para o amador, Quinho Maravilha

ABC FC (Foto:
ABC FC (Foto: Divulgação)

Não podemos esquecer do Matutão. Estávamos na pesquisa em busca de novidades e vendo uma foto do ABC FC, lembrei de um fera que fez nome no Matutão.

Amaro Bezerra Gomes – em destaque na foto -, o Quinho Maravilha, primeiro foi profissional e fez parte de uma grande elenco do ABC, – olhem a escalação no rodapé da foto – depois veio para o amador no Matutão.

Se a memória não me driblar, acho que ele fez 32 gols com a camisa do Palmeiras de Santo Antônio do Potengi/São Gonçalo do Amarante no Matutão em 1988. Quinho jogou em 1988, 89, 90 e 91 pelo Palmeiras.

Quinho Maravilha, gente do bem, jogava demais, ídolo eterno do torcedor do Palmeiras, todo jogo tinha gol dele, nunca vi ele perder um penalti.

Quinho, sonolento e malandro ao mesmo tempo dentro de campo, se cochilasse, ele guardava.

Um abraço meu amigo.

JD DESIGN DIGITAL

Didi Gol fala sobre a volta do Campeonato Matutão, a maior festa do futebol amador do RN

Didi Gol (Foto: Divulgação)
Didi Gol (Foto: Divulgação)

Sebastião Pereira do Nascimento, o Didi Gol, falou com exclusividade ao São Gonçalo Esportes, o assunto é a volta do Campeonato Interiorano de Futebol, o Matutão. Acompanhe na íntegra.

Didi Gol, é natural da cidade de Parelhas/RN, saiu do Matutão para o futebol profissional, iniciou nas bases do Cruzeiro/MG, em seguida Sport/PE, Corinthians/SP, Portuguesa/SP, Stuttgart/Alemanha, FC Aarau/Suíca, Busan I’Park/Korea, Juventude/RS, Joinvile/SC, Ituano/SP, Bahia/BA, Internacional/RS, Paisandu/PA, Brasil de Farroupilha/RS, no futebol Mexicano atuou pelo Tigres, Jaguares, San Luís, Salamanca e Tampico Madero.

O que levou você a trazer de volta o Matutão? Eu, particularmente vim do Matutão, ganhei minha vida no futebol profissional por causa do Matutão, a minha estrutura financeira atual foi cria do Matutão. Quero agora, trazer de volta a oportunidade do surgimento de outros craques.

Uma competição que durou exatos 30 anos e há 15 não acontece, é fácil de resgatá-la? Há um apelo de dirigentes do futebol amador do RN, por onde ando no interior do RN, sinto esse desejo, e esse é um dos motivos que me levou a trazer de volta essa competição.

Patrocínio? Já contamos com quatro empresas privadas que apoiarão a competição. O Matutão, que no passado fazia a festa pelo interior do RN, nos dias atuais tem um apelo de mídia, pequeno mais tem, e é nesse rumo que estamos apostando na competição.

12527709_979241625500605_66726560_nA Didi Gol, gerencia o campeonato de futebol de São Gonçalo do Amarante. A Prefeitura de São Gonçalo tem alguma relação com o Matutão? Nem de longe. Alguns idiotas é que não sabem separar as coisas, e acham que tudo que se vai fazer na vida tem a obrigatoriedade de ter dinheiro público. O Matutão, sempre foi uma competição independente e será realizada sob a minha administração, dos patrocinadores e dos clubes filiados. A prefeitura de São Gonçalo nem no cast de patrocinadores vai entrar, a competição é particular.

Haverá taxa de inscrição e premiação financeira? Sim. A taxa de inscrição será de R$ 880,00 por equipe, valor referente a ao piso salarial vigente no país. Quanto a premiação financeira, iremos divulgar nos próximos dias o valor exato do prêmio financeiro para o campeão e o vice da competição.

Quando começam as inscrições: Na próxima segunda feira, dia 21 de março e vai até o dia 22 de abril. Na próxima semana já estaremos disponibilizando todas as informações pertinentes e oficiais da competição.

Já existem solicitações de vagas? Algum clube já se mostrou interessado? 17 (dezessete) equipes já entraram em contato conosco. É pensamento nosso limitar as participação de apenas no máximo duas equipes por cidade.

Previsão de início da competição? Finalzinho de junho para o início de julho, a data precisa somente quando se encerrarem as inscrições dos clubes. Seguindo os moldes antigos, a primeira fase deverá ser regionalizada.

A criação do Matutão foi um bem ao futebol do RN? Não tenha dúvidas. Quero aqui inclusive agradecer aos fundadores da competição, Ilo Rodrigues, Gonzaga e o professor Everaldo Lopes, que juntos fizeram um bem ao futebol amador do RN. Se você listar os jogadores profissionais que saíram do Matutão, aí você vai ver o quanto foi benéfico a existência do Matutão.

Quais são os contatos para os interessados? 9.9945.7913 – 9.8724.8089

IMG-20171030-WA0025

Seleção de São Gonçalo em 1972 no Matutão

Seleção de São Gonçalo/1972. Esq. p/ Dir.: Em Pé: Cavalcante, Marcel, Manoel Soares, Arnaldo, Luli e Pedoca. Agachados: Wilde, Hidelbrando, Marreco, Jaime e Caetano - (Foto: Divulgação Severino Ubiraci)
Seleção de São Gonçalo/1972. Esq. p/ Dir.: Em Pé: Cavalcante, Marcel, Manoel Soares, Arnaldo, Luli e Pedoca. Agachados: Wilde, Hildebrando, Marreco, Jaime e Caetano – (Foto: Divulgação Severino Ubiraci)

Era o ano de 1972, segunda Edição do Campeonato Matutão, formada a Seleção de São Gonçalo para representar a cidade na competição.

Um verdadeira seleção, era o que havia de melhor no município. A Seleção já não podia contar com o zagueiro Tito, os meias, Odissé, Odilon, além do ponta direita, Ribeiro, que a essas altura já militavam no futebol profissional.

Um fato curioso, nessa selação, Luli e Wilde, são irmaõs, da mesma forma, que Arnaldo, também zagueiro e o atacante Hildebrando. Os dois últimos também são irmãos de Tito, Ribeiro e Assis que jogaram no futebol profissional.

Foi um dos anos de ouro do futebol de São Gonçalo. Ver a elegância de um goleiro como Cavalcante nas suas saídas de bolas aéreas era uma emoção, tive o prazer de ver. A raça de Luli na zaga e a postura de liderança do zagueiro Marcel.

Do meio para a frente, seria uma injustiça de minha parte individualizar um comentário sobre determinado jogador. Só lembrando que Jaime, Marreco e Caetano foram para o profissional, Wilde teve uma breve passagem no América.

Aí um pouquinho da história da Seleção de São Gonçalo de 1972. Não me recordo o treinador.

IMG-20171030-WA0025

Vejam o Flamengo da cidade de Bom Jesus no Matutão, em duas gerações

Estamos aos poucos tentando relembrar alguns bons momentos do Matutão, competição que em breve estará de volta.

Time difícil de ser batido jogando em casa. Se a memória não me trair o responsável pela montagem desse time foi Seu José Djalma.

O tal do Flamengo de Bom Jesus assustava os adversários só com o nome, era complicado jogar contra o Flamengo, principalmente em seus domínios.

Vejam o time do Flamengo em duas gerações totalmente diferente. Na mais antiga temos a escalação completa.

Flamengo de Bom Jeusu/RN
Flamengo de Bom Jeusu/RN – 1979

Esq. p/ Dir.: Em Pé: Batista, Josael (Dois irmãos), Mauro, Pedrão, Petrarca e Silva. Agachados: Tangará, Carlinhos Açucar, Mika, Bartolomeu e Romildo. (Esse zagueiro Batista, era pau de bater em doido).

Aqui para nós, um timaço respeitadíssimo no ano de 1979, foi eliminado nas semifinais pela Seleção de Arez.

Abaixo outro Flamengo, o de 1987. Destaques para o goleiro, Barbosa, que disputou vários campeonatos do Matutão, e o zagueiro, Genésio Pitanga, (ambos passaram pelo ABC). Genésio, o quarto da esquerda para à direita agachado.

Flamengo Bom Jesus/RN
Flamengo Bom Jesus/RN 1987 (Foto: Divulgação)
campo

A cidade de Pau dos Ferros foi a primeira Campeã do Matutão

Fortaleza
Fortaleza/Campeão Cearense-1982 (Foto: Divulgação)

Primeiro Campeonato Matutão, foi realizado em 1971. A Seleção da cidade de Pau dos Ferros, foi a campeã da competição.

Na Seleção que representou a cidade de Pau dos Ferros, surgiu a primeira revelação do campeonato, o goleiro, Salvino, que logo se tornou profissional, jogou no ABC e no Fortaleza/CE.

Depois de Salvino, outros vários nomes que aos poucos vamos divulgar aqui, surgiram no Matutão e fizeram história no futebol profissional

Salvino, ótimo goleiro, escreveu seu nome na história do futebol potiguar e Cearense. Goleiro da foto Campeão Cearense em 1982 pelo Fortaleza.

Informações/Ribamar Cavalcante.

ad-pingo

Futebol de Currais Novos, foi importante para o Matutão

Currais Novos Esporte Clube/1994 (Foto: Divulgação)
Currais Novos Esporte Clube/1994 (Foto: Divulgação)

A cidade de Currais Novos lá no Seridó do RN, foi umas das cidades que ajudou a construir a história do futebol amador do RN.

As presenças marcantes no Campeonato Matutão, revelou grandes talentos para o futebol profissional.

Dentre tantos, sem desmerecer nenhum outro, Dedé de Dora e Robgol (em destaque), foram os mais expressivos. Outros anônimos também jogavam muita bola.

Bahia 2Dedé de Dora, chegou ao Cruzeiro/MG, e Robgol, ao Santos de Pelé, tudo isso fruto do charmoso Matutão, que em breve estará de volta. Nas  fotos em destaque não tem Dedé de Dora, essa época já brilhava no futebol profissional.

Pedoca (em destque), esse último agachado a direita no time do Bahia, jogou dois Campeonato do Matutão pelo futebol de São Gonçalo, era considerado na época o sucessor de Dedé de Dora.

Em São Gonçalo, Pedoca jogou em 1988 pelo Palmeira, e em 1989 pela Associação Potengi, ambos de Santo Antonio do Potengi.

Alô Pedoca, aquele abraço, saúde e sucesso!

campo

Associação Didi Gol – Nota Oficial – Matutão/2016

971925_10201322612297468_453432150_n

N O T A   O F I C I A L

Prezados Desportistas do Estado do Rio Grande do Norte,

A Associação Desportista e Social Didi Gol, CNPJ nº 17.340.493/0001-01, empresa de gerenciamento de competições esportivas e sociais, estabelecida à Rua Edmilson Farias de Morais, 83 – Santo Antônio do Potengi – São Gonçalo do Amarante/RN, que há exatos 03 (três) anos, administra o Campeonato Municipal de São Gonçalo do Amarante/RN, vem externar o desejo de resgatar o Campeonato Interiorano de Futebol Amador do Estado do Rio Grande – Matutão, competição que existiu, nas décadas 70, 80 e 90 no sistema de integração do futebol intermunicipal.

O Matutão, foi o maior centro revelador de jogadores para o mundo do futebol profissional, nomes de expressão no futebol profissional nasceram na competição que movimentava as tardes de domingo.

Aqui em particular, a minha carreira no futebol profissional e a minha realização pessoal, devo ao Matutão, assim como tenho a certeza que de vários outros amigos.

Pelos motivos expostos, refirmamos a nossa decisão de resgatar a maior competição do futebol amador do Estado do Rio Grande do Norte.

Em breve, a Associação Desportista e Social Didi Gol, disponibilizará todos os pontos informativos da competição.

Outras informações podem ser adquiridas pelos contatos: 9.9994.7913 – 9.8724.8089

Sebastião Pereira do Nascimento (Didi Gol)

Presidente

campo